Buscar
  • Duilio Ferronato

Prática de Modelo Vivo na Lona Galeria

Ter contato com gente ao vivo já vem se tornando uma experiência fora do comum. Alguém que te para na rua é como uma agressão a sua bolha. Ter que interagir é um exercício fora de moda. Até atender o telefone tem se tornado uma invasão.

O sinalzinho do aplicativo é o jeito delicado de ser. Sem tocar, sem ver e o máximo de reprovação é uma carinha enfezada.


ilustração de Daniel Gonçalves

A prática de modelo vivo é como uma resistência: os participantes desligam seus celulares por livre escolha, conversam uns minutos antes da sessão. Tomam um cafezinho e preparam seus materiais. Sentam, ouvem as instruções sobre as poses e tempos. Desenham.

Iniciam com poses rápidas, para aquecer, o desenho sai mais ágil e menos retratista. As poses seguintes, mais longas, vão mostrando um desenho elaborado. Com observação de detalhes. Os pés, as mãos e os cabelos parecem ser foco das atenções de uma grande parte dos desenhistas.


ilustração de Cleiton Oliveira

Difícil imaginar alguém tentando desenhar uma pessoa sem observar as mãos e os pés. Como se essas extensões do corpo fossem ainda mais reveladoras que o próprio rosto.

Uma prova difícil para os desenhistas é quando o modelo se movimenta. Anda por 3 minutos pelo salão. Os desenhos com linhas rápidas surgem como uma dança, braços e pernas se fundem e sobrepõem. Resultados lindos e leves.

Um intervalo para o café com bolo e biscoitos. Bisbilhotar nos desenhos dos outros. Tudo bonito. Dá vontade de caprichar ainda mais depois do intervalo. Umas conversinhas no balcão para descansar e prontos para voltar.

Modelo avisa que as poses finais serão mais longas. As poses finais mais longas, já com os desenhistas aquecidos, produzem desenhos mais detalhados. Apesar do modelo começar a apresentar sinais de cansaço ao mesmo tempo o corpo parece mais disposto a receber olhares. Quase como sendo tocado por várias pessoas ao mesmo tempo. E deixa, relaxa e espelha.

Final de sessão como uma prática de ioga. Sorrisos leves, gente feliz e comunicativa.





Prática de modelo vivo

De 15 em 15 dias na Lona Galeria, às quartas-feiras das 15h ás 17h.

Contribuição espontânea para os modelos.

Lona Galeria

R. Brigadeiro Galvão,990

Barra Funda 01151-000

São Paulo - Brasil

lonagaleria@gmail.com

wtsp (11) 99403-0023

Anexo Lona

R. São Bento, 181, 1° andar

centro histórico 01002-000

São Paulo - Brasil

Horário de funcionamento

Quarta a Sábado das 13h às 17h

ou com hora marcada

(exceto feriados)

Redes sociais

  • Facebook
  • Instagram
Assine a nossa newsletter

©2019 Lona Galeria    |    desenvolvido por Estúdio Øgih