* Use as setas das scenes na parte inferior para mudar de ambiente

* Clique nas etiquetas para ver ficha técnica e + infos

Coletar, guardar, organizar, selecionar, trocar e... em alguns casos investir! As coleções representam os colecionadores. É comum aos humanos a necessidade de exteriorizar sua existência; para isso recorrem normalmente às artes, seja produzindo ou consumindo. 

Preservar a história a partir de objetos fez surgir diversos museus pelo mundo, alguns criados a partir de coleções particulares.

 

Uma exposição que trata do colecionismo como uma prática saudável envolve não só o objeto colecionável como também quem produz e nos ajuda a pensar em nosso ofício: o que produzimos desperta prazer, desejos, reflexões ou sentido de pertencimento? Talvez todos estes ao mesmo tempo e ainda outras sensações que não cabem à linguagem escrita/falada.

 

Nosso ofício é carregado de experiências, físicas e emocionais, também um desenvolvimento econômico vem acompanhando de perto. Quanto a arte é capaz de agregar valor as coisas mais comuns?

 

O ato de colecionar exige um reorganizar constante. Uma nova peça adquirida faz com que a ordenação anterior precise ser repensada, pois as interações entre as obras criam narrativas, enriquecem discursos e nos reposicionam diante do mundo. Uma coleção é viva e mutante. Existe ainda a parte da coleção que fica guardada e surge de tempos em tempos para ressignificar toda a ordem. 

 

Uma coleção se inicia pelo prazer, vai crescendo e se tornando um hábito e chega a ser uma ocupação que envolve vasculhar e caçar peças que faltam, pontas soltas, constante atualização e reconstrução a partir de novas produções que colocam em perspectiva e somam camadas de leitura a obras do passado

 

Nossa 1ª coleção propõe o início de uma prática, unindo 11 artistas que têm apresentado um trabalho constante e crescente. Apesar das particularidades e narrativas diversas, esse grupo vem acompanhando o desenvolvimento das suas produções de perto, um estimulando ao outro com conversas, análises e proposições. 

 

Aproximar e articular 11 trabalhos de diferentes artistas por si só já é uma aventura e um convite a começar a formular uma coleção que já começa robusta.